O ano 2020 ficará marcado na história sob diferentes visões, pessimistas e otimistas, materiais e espirituais, humanistas e financistas, mas sem dúvida alguma será ser lembrado como um período de aprendizado, de resiliência.

Superamos barreiras, tanto como indivíduos quanto como sociedade, em suas mais diferentes conformações: família, amigos, trabalho, empreendimentos, clubes etc.

Não houve revolução tecnológica, mas uma quebra de paradigmas para aqueles que eram resistentes às tecnologias disponíveis, pois sem estas a continuidade destas sociedades seria muito impactada.

As tecnologias para a colaboração remota com segurança já estavam disponíveis, mas o tema não tinha relevância até então.

Começamos a evoluir em 2020 como sociedade mais colaborativa, mais minimalista, ou seja, mais otimizada!

Como empreendedores com foco em governança, nós da Zheep acreditamos na evolução do conceito de BPO – Business Process Outsourcing, onde os empreendimentos ficarão mais complexos para que possam ser otimizados, onde os participantes deverão estar centrados na sua essência, na sua missão.

  • O conceito de co-responsabilidade será expandido e se tornará cada vez mais comum e mais operacional, pois afinal: “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas” (A. S. Exupéry).
Terceirização escalável de serviços
  • Os empreendedores precisarão dedicar esforço para entendimento e compartilhamento dos processos essenciais de seu negócio, pois afinal: “Somos o que repetidamente fazemos. A excelência não é um fato, mas um hábito.” (Aristóteles, 380 a.c.).
  • Os empreendedores precisarão estruturar a gestão de seu negócio, pois afinal: “Se você não sabe aonde quer ir, qualquer caminho serve.” (Lewis Carroll).
  • Os empreendedores precisarão monitorar o desempenho de todos os processos de seu negócio, pois afinal: “Aquilo que não se pode medir, não se pode melhorar.” (William Thomson).

Esta nova sociedade, mais colaborativa, mais integrada, mais eficiente, irá contribuir para a evolução de cada indivíduo, de cada participante, de cada empreendimento, pois afinal: “Uma corrente é tão forte quanto o seu elo mais fraco” (ditado popular).